top of page

A trajetória de Oprah Winfrey, ícone da televisão norte-americana

Atualizado: 21 de nov. de 2020


por Paula Frony


Oprah Winfrey, embora não seja reconhecida por sua atividade empreendedora, foi a primeira mulher negra a entrar para lista dos bilionários da Forbes. Atualmente possui um patrimônio de 2.5 bilhões USD e um legado como apresentadora de um dos talk shows de maior audiência estadunidense, além de grandes ações filantrópicas. Entretanto, teve que trabalhar muito e enfrentar desafios para alcançar seus sonhos, nunca esquecendo de suas convicções.


Winfrey nasceu em Wisconsin, teve uma família humilde e vida doméstica marcada por agressões físicas e abuso sexual. Assim que terminou o ensino fundamental, fugiu de seu lar, pois já não aguentava mais a situação em que vivia, e foi acolhida pela família de uma amiga. Aos catorze anos, engravidou de seu namorado e, infelizmente, o bebê nasceu prematuro e não resistiu. Sua vida mudou quando foi morar com seu pai, no Tennessee, para completar seu ensino médio, dedicando-se aos estudos e sendo uma aluna de destaque, o que garantiu-lhe uma bolsa de estudos integral na Universidade do Tennessee, onde cursou Comunicação.


Já aos 19 anos, tornou-se co-âncora do noticiário da tarde do Nashville WLAC-TV, sendo a mais nova e a primeira mulher negra a ocupar essa posição no canal. Embora tenha alcançado grandes feitos nesse momento, Oprah afirmou em uma entrevista com a TIME, que não se sentia muito confortável como repórter, uma vez que sentia-se muito restrita por ter que manter o tom neutro ao dar as notícias e por não poder empatizar com as pessoas que entrevistava. A solução lhe foi dada anos depois em 1983, quando tornou-se apresentadora do talk show matutino do Chicago WLAC-TV, aos 29 anos. O programa, que apresentava uma avaliação baixa quando Winfrey assumiu, tornou-se um dos com maior nota no ranking de Talk Shows de Chicago, meses após a chegada da nova apresentadora.


Seu talento para apresentação foi rapidamente reconhecido, e em três anos Oprah conquistou seu próprio programa de televisão exibido nacionalmente: The Oprah Winfrey Show. Ele desbancou a concorrência majoritariamente masculina e branca, e ganhou o título de Talk Show de maior audiência dos EUA, tornando-a milionária.


A apresentadora sempre teve uma visão ambiciosa e empreendedora, e, uma vez milionária, investiu seus primeiros ganhos na compra de um imóvel que ocupava um quarteirão inteiro em Chicago para fundar sua produtora, a Harpo (Oprah ao contrário). Dessa forma, obteve titularidade integral de seu talk show, além de, mais uma vez, ser a primeira afro-americana (entre homens e mulheres) a ter sua própria produtora.


Com essa jogada, Winfrey conquistou ainda mais liberdade e independência na sua carreira. Isto porque, ao invés de contratar empresas terceirizadas para suprir as demandas do programa, ela desenvolveu serviços como comercialização e pós produção internamente na Harpo. Assim, ela podia, por exemplo, gravar seus programas quando quisesse e, eventualmente, a Harpo tornou-se um conglomerado do entretenimento, produzindo vários filmes e programas de TV.


Em 2003, tornou-se bilionária e, em 2011, após 25 temporadas, Oprah se aposentou da carreira de apresentadora, mas sua atuação na indústria midiática não parou por aí. Nesse mesmo ano, ela lançou seu próprio canal de televisão, o OWN (Oprah Winfrey Network), em parceria com a Discovery Communications. Em dezembro de 2017, a Discovery adquiriu 24,5% do OWN e deixou a empresária com outros 25,5%, de acordo com a revista Forbes.


É importante ressaltar que Winfrey nunca deixou de apoiar causas humanitárias e é um dos maiores ícones da filantropia americana. Sua fundação de caridade, OWCF, ajuda crianças e mulheres, majoritariamente, investindo em larga escala na educação. Atualmente, porém, o foco da instituição voltou-se para a assistência de vítimas da crise do COVID-19. Para essa ação, conseguiu-se uma arrecadação de 13 milhões de dólares até agora.


Quando criança, Oprah sempre esteve em busca de pessoas parecidas com ela em comerciais, programas de TV e revistas, porém não havia presença da população negra na mídia. Então, ao tornar-se uma enorme referência para milhões de americanos, a ex-apresentadora conseguiu quebrar algumas das barreiras que estiveram presentes durante sua trajetória.


Assim, fica evidente o impacto que Oprah Winfrey proporcionou à cultura norte americana: ela inspira uma nação com sua representatividade e conseguiu superar uma vida repleta de adversidades para tornar-se uma das mulheres mais icônicas e bem sucedidas da televisão, mantendo-se fiel a si mesma e ao que acredita. Como Winfrey diz (e mostrou que sabe fazer): "Transforme suas feridas em sabedoria".


1.285 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page