top of page

Relatório Quinzenal (02/06/19)

Por Agda Amélia, João Moretz-Sohn, Lucas Barros, Luís Eduardo Crespo, Matheus Azevedo e Victor Pinheiro


Nacional


Ibovespa tem melhor maio em 10 anos e dólar fecha o mês com leve alta. Apesar das quedas no índice e do dólar superando o patamar psicológico de R$ 4,00 na primeira quinzena do mês, o Ibovespa conseguiu superar a ‘maldição’ de “Sell in May”. O dólar, contudo, fechou com alta de 0,09% apesar de recuo de 2,25% na última semana. A recuperação se deu principalmente pela melhora das expectativas quanto ao andamento da agenda de reformas. A reunião feita entre os presidentes dos 3 Poderes da República, sucedida por um “pacto”, fez com que os investidores ficassem mais confiantes. Esse movimento compensou o cenário externo adverso, marcado pelo acirramento das tensões comerciais.


Na terça-feira, 28/05, os presidentes dos 3 Poderes reuniram-se para discutir “pacto pela retomada do crescimento.” Onyx Lorenzoni, ministro-chefe da Casa Civil, afirmou que o “pacto” estabelecerá metas e ações que deverão ser buscadas pelos três poderes. Rodrigo Maia, presidente da Câmara, disse que irá dialogar com líderes de partidos a respeito do pacto. O documento, que deverá ser assinado no dia 10/06, inclui temas como desburocratização, reforma da Previdência e tributária, combate à corrupção e repactuação federativa. A reunião foi feita dois dias após as manifestações pró-governo, ocorridas no domingo.


Reforma da Previdência recebe 277 emendas. Dentre os assuntos tratados, o mais recorrente aborda as regras de transição para servidores públicos e privados. Além disso, o deputado Wellington Roberto, do PL, apresentou uma emenda global para substituir o relatório de Samuel Moreira do PSDB. Essa emenda global prevê uma economia entre R$500 a 600 bilhões frente a R$1 trilhão do relator. Acrescenta-se que Paulo Guedes defende a reforma apresentada pelo relator, pois, em sua visão, esse valor é necessário para custear a implementação do regime de capitalização.


Ruptura de talude em MG não provocou rompimento da barragem Sul Superior, em mina da Vale. O rompimento tinha probabilidade estimada de 10% a 15% de acontecer, e a empresa trabalhou com a possibilidade do caso mais grave se concretizar. Por isso, realizou obras de contenção e simulação de emergência com os moradores da região próxima da barragem. O risco de haver outro rompimento de barragem após a catástrofe de Brumadinho provocou perdas às ações da Vale, que reverteram as altas fundamentadas nos sucessivos recordes do preço do minério de ferro. Com a dissipação desse risco, as ações da empresa registraram alta, revertida pela queda do preço internacional do minério de ferro.


Marfrig e BRF anunciam possibilidade de fusão entre as duas empresas. A fusão criaria uma das maiores empresas do setor de carnes do mundo, com valor de mercado de aproximadamente R$27 bilhões. De acordo com analistas, uma questão chave para analisar essa fusão diz respeito à possibilidade de sinergias provenientes da integração das duas empresas. Há limites, no entanto, quanto à sinergia entre exploração de carnes bovina e suína com aves. Contudo, a nova empresa apresentaria portfólio mais diversificado, com perfil de risco melhor. A ‘potencial solidez do negócio’ fundamentou nota divulgada pela agência classificadora de riscos S&P, em que colocou as notas de crédito atribuídas às duas empresas em observação positiva.


Desemprego cai a 12,5% no 2º trimestre, mas Brasil tem recorde de subutilizados e desalentos. A taxa de desemprego cai de 12,7% para 12,5% nos últimos 3 trimestres, primeira queda seguida de três altas, entretanto o contingente de pessoas subutilizadas atinge patamar recorde de 28,372 milhões. Subutilizados incluem desempregados, pessoas que gostariam de trabalhar mais horas, as que gostariam de trabalhar mas têm algum impedimento e os desalentados.


PIB Brasileiro fecha em queda de 0,2% no primeiro trimestre do ano, foi a primeira retração desde o último trimestre de 2016. De acordo com Claudia Dionísio, gerente de contas Nacionais do IBGE, esse resultado mantém a nossa economia em patamar do que se encontrava no primeiro semestre de 2012. A queda que se deve principalmente ao setor industrial (queda de 0,7%), destacada pela queda da industria extrativa, se alinhando com os acontecimentos do rompimento da barragem da Vale em Brumadinho.


Internacional


Bolsa Americana fecha o mês de maio, como o pior maio desde 2010. O índice S&P fechou com queda de 6,58%, enquanto Dow e Nasdaq fecharam com, 6,69% e 7,93% respectivamente. Essa queda foi acentuada pela ameaça do presidente dos EUA, Donald Trump, ao México. Há expectativas de que essa guerra comercial em várias frentes possa levar os Estados Unidos a uma recessão.


Inversão da curva de juros americana preocupa investidores. O spread entre os títulos do Tesouro americano com vencimento em 10 anos e os que vencem em 3 meses chegou a -0,23% nessa sexta-feira. Tradicionalmente, os títulos com vencimento mais longo tem maior remuneração devido ao prêmio de risco. A inversão da curva de juros - caracterizada pelo título de longo prazo ter menor remuneração que os de curto prazo - antecedeu, de forma geral, as crises econômicas americanas. Isso se dá pois há um aumento na demanda pelos títulos de prazo mais longo causado por elevação da incerteza quanto ao futuro econômico próximo. O recente acirramento das tensões comerciais tem contribuído para esse cenário de aversão ao risco.


Trump ameaça México com tarifas, com motivações anti-migratórias. O presidente norte-americano, Donald Trump, afirmou que irá introduzir tarifas a produtos importados do México em 10 de junho caso o país não tome medidas para conter o fluxo de imigrantes ilegais na fronteira com os Estados Unidos. O plano de Trump consiste em impor tarifas de forma gradual, começando em 5%. Os aumentos seriam realizados a cada mês, de modo a alcançar 25% em 1 de outubro. Uma preocupação é se o anúncio de novas tarifas pode ameaçar o acordo firmado entre Estados Unidos, México e Canadá, em substituição ao NAFTA.


De acordo com o chanceler canadense, essas tarifas sobre o México não afetarão o novo acordo. O acordo de livre-comércio da América do Norte, o T-MEC, entrará em vigor somente após a ratificação dos três países. Nas palavras de Chrystia Freeland, ministra das Relações Exteriores do Canadá, a fronteira entre os EUA e México é “uma questão bilateral”.


China responde aos recentes movimentos americanos e agrava tensões comerciais. A partir de sábado, 01/06, novas tarifas chinesas sobre exportações americanas entram em vigor, em sinalização de que o conflito comercial dificilmente será aplacado no curto prazo, o que alimenta as incertezas e aversão ao risco dos investidores internacionais. Além de novas tarifas, a China deve criar uma lista de “entidades” que supostamente põem em risco as empresas domésticas e a segurança nacional. Os termos vagos utilizados deixam em aberto a possibilidade de inclusão de empresas de tecnologia nessa eventual lista.


Fiat Chrysler apresenta proposta de fusão à Renault. A montadora ítalo-americana Fiat Chrysler (FCA) apresentou, na segunda-feira (27/05), um projeto de fusão com a Renault, criando, assim, o terceiro maior grupo automotivo do mundo. Pela proposta, 50% do novo grupo pertenceria aos acionistas da Fiat e os outros 50% seriam detidos pelos acionistas da Renault. A FCA calcula uma economia anual de 5 bilhões de euros por conta da sinergia com a combinação de plataformas, consolidação de investimentos e benefícios de escala. O governo francês, detentor de uma parcela significativa do capital da Renault, demonstrou ser favorável à aliança, embora tenha imposto quatro condições para dar sequência às negociações: respeito à aliança com a Nissan, preservação de empregos, implementação de conceitos de governa equilibrada e participação no projeto europeu de desenvolvimento de baterias elétricas. No Brasil, as empresas, juntas, contam com um marketshare de aproximadamente 27%, segundo a Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave).


Tributação de empresas digitais entra em foco na Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE). Empresas com grande atuação digital, como Google, Facebook e Amazon, contornam regras existentes e criam tensões ao conseguirem pagar menos impostos ao registrarem lucros em países com menor carga tributária.


Commodities


Petróleo fecha em queda com especulações sobre a oferta. Os contratos futuros de petróleo fecharam em queda nesta sexta-feira, em meio às especulações sobre a oferta e ao clima de aversão a risco incentivado pelas ameaças de Donald Trump ao México.

O anúncio de tarifas a produtos mexicanos - caso o governo de López Obrador não consiga conter o fluxo de imigrantes ilegais na fronteira - traz preocupações sobre a desaceleração da economia mundial, o que impactaria na demanda por petróleo. Além disso, a Rússia anunciou um acordo para limpar oleodutos contaminados na Europa, o que fortalece a oferta e contribui para uma queda nos preços.

Na Nymex, New York Mercantile Exchange, o barril do WTI negociado para julho recuou 5,46%, a US$ 53,50. Na Intercontinental Exchange (ICE), o barril do Brent para agosto fechou o pregão em queda de 5,11%, a US$ 61,99.


Notícias importantes (links)

https://www.fcagroup.com/en-US/media_center/fca_press_release/FiatDocuments/2019/may/FCA_SUBMITS_PROPOSAL_FOR_A_TRANSFORMATIVE_MERGER_WITH_GROUPE_RENAULT.pdf

https://www.reuters.com/article/us-fiat-chrysler-renault/fiat-chrysler-and-renault-pursue-35-billion-merger-to-combat-car-industry-upheaval-idUSKCN1SX0DI

https://www.reuters.com/article/us-usa-trade-mexico-threats/mexico-u-s-business-groups-urge-trump-to-back-down-on-tariff-threat-idUSKCN1T11K3?il=0


https://br.investing.com/news/economy-news/tarifas-retaliatorias-da-china-sobre-produtos-dos-eua-entra-em-vigor-em-meio-a-impasse-659066


https://br.investing.com/news/stock-market-news/talude-vale-rompimento--os-dois-textos--manter-em-pending-656041

https://br.investing.com/news/stock-market-news/fechamento-trump-nao-atrapalha-primeira-alta-do-ibov-em-maio-desde-2009-659174


https://www.infomoney.com.br/mercados/acoes-e-indices/noticia/8361729/petrobras-e-vale-caem-com-commodities-brf-despenca-45-apos-acordo-para-fusao-com-marfrig

https://www.infomoney.com.br/mercados/acoes-e-indices/noticia/8361729/petrobras-e-vale-caem-com-commodities-brf-despenca-45-apos-acordo-para-fusao-com-marfrig

https://www.infomoney.com.br/mercados/acoes-e-indices/noticia/8360448/ibovespa-cai-mas-nao-apaga-alta-no-mes-e-tem-melhor-maio-dos-ultimos-10-anos

https://br.investing.com/news/economy-news/reforma-da-previdencia-recebe-277-emendas-muitas-sobre-regras-de-transicao-659185https://br.investing.com/news/stock-market-news/sp-coloca-ratings-de-brf-e-marfrig-em-observacao-positiva-apos-conversas-para-fusao-659220


https://www.infomoney.com.br/mercados/politica/noticia/8358310/congresso-deve-aprovar-reforma-da-previdencia-de-r-679-bilhoes-ate-novembro-projetam-analistas


https://br.reuters.com/article/idBRKCN1T11GY-OBRTP


https://www.bloomberg.com/news/articles/2019-05-31/china-tariff-retaliation-kicks-in-as-trade-war-ratchets-up


https://g1.globo.com/jornal-nacional/noticia/2019/05/28/chefes-dos-tres-poderes-devem-assinar-pacto-por-reformas-anuncia-onyx.ghtml


https://cnnespanol.cnn.com/video/amenaza-aranceles-trump-respuesta-mexico-jesus-seade-sot-aristegui/


https://br.investing.com/news/stock-market-news/wall-st-fecha-em-queda-ao-fim-de-mes-golpeado-por-temores-comerciais-659147


https://br.reuters.com/article/internetNews/idBRKCN1T12F6-OBRIN


https://g1.globo.com/economia/noticia/2019/05/31/cotacao-do-dolar-31052019.ghtml


https://br.investing.com/news/stock-market-news/fechamento-trump-nao-atrapalha-primeira-alta-do-ibov-em-maio-desde-2009-659174


https://www.bloomberg.com/news/articles/2019-05-31/china-to-set-up-unreliable-entity-list-after-u-s-huawei-ban


Indicadores:

  • 03/06:

    • 04:55 - EUR - PMI Industrial da Alemanha (Maio)

    • 05:00 - EUR - PMI Industrial da UE (Maio)

    • 05:30 - GBP - PMI Industrial da Grã-Bretanha (Maio)

    • 08:30 - BRL - Boletim Focus

    • 11:00 - USD - PMI Industrial ISM (Maio)


  • 04/06:

    • 05:00 - BRL - IPC-Fipe (Maio)

    • 06:00 - EUR - IPC da UE (Maio)

    • 06:00 - EUR - Taxa de Desemprego da UE (Abril)

    • 09:00 - BRL - Produção Industrial (Abril)

    • 10:45 - USD - Discurso de Jerome Powell, Presidente do FED


  • 05/06:

    • 05:00 - EUR - PMI Composto Markit da UE (Maio)

    • 05:30 - GBP - PMI do Setor de Serviços (Maio)

    • 09:15 - USD - Variação de Empregos Privados ADP (Maio)

    • 11:00 - USD - PMI ISM Não-Manufatura (Maio)

    • 11:30 - USD - Estoques de Petróleo Bruto

  • 06/06:

    • 06:00 - EUR - PIB da UE (1T19)

    • 08:45 - EUR - Decisão da Taxa de Juros pelo BCE


  • 07/06:

    • 09:00 - BRL - IPCA (Maio)

    • 09:30 - USD - Taxa de Desemprego (Maio)



7 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page