top of page

COMO REALIZAR UMA ANÁLISE SETORIAL?

Por Richard Sihman


Usada pelas maiores gestoras de recursos do país, a análise fundamentalista começa com uma cuidadosa análise do setor em que a empresa se insere. Ao analisá-lo, poderemos identificar oportunidades, ameaças e tendências que influenciarão nos resultados da companhia.

Sem essas informações, mostra-se impossível fazer uma estimativa confiável do valor da instituição, o que torna a análise inútil. Neste artigo, a Impactus lhe dará uma sugestão de como fazer um relatório de análise setorial, o que irá aumentar seus lucros ao negociar ações na bolsa de valores.


Um bom relatório provê ao leitor as informações que ele busca, de forma simplificada e direta. Quem vai será o leitor do relatório? Se for um investidor experiente e com tempo de sobra, é melhor que ele seja bem detalhado. Por outro lado, se for um investidor novato e com pouco tempo para olhar o mercado, é melhor que você vá direto ao ponto.


É uma boa prática partir do macro para entender o micro. Por isso, recomendamos começar o setor abordando aspectos macroeconômicos, e até mesmo políticos, do ambiente em que a empresa está inserida. Também é interessante fazer uma rápida retrospectiva dos fatos ocorridos anteriormente, o que ajuda o leitor a compreender como o setor chegou ao que é hoje.


Agora que já situamos nosso querido leitor, explicaremos como funciona o mercado analisado. É interessante explicar as nuances do setor, pois cada um tem suas peculiaridades. O varejo farmacêutico, por exemplo, depende do governo para aumentar os preços dos medicamentos, enquanto o setor bancário deve tomar cuidado com o índice de basiléia e o automobilístico deve estar atento aos ciclos de fartura e escassez de demanda.


Com o conhecimento do mercado, fica mais fácil explicar as nossas previsões para o setor. Isso mesmo, previsões. Um bom relatório setorial não é um retrato em HD do presente: é um desenho em lápis do que o analista acredita ser o futuro. A resposta deve ser clara, direta e sujeita a alterações. Afinal, novos fatos ocorrem diariamente e devemos ter humildade para mudar nossas previsões.


Gostou da ideia de escrever relatórios? Então você devia conferir uma certificação chamada CNPI, obrigatória para a função de Analista de Valores Mobiliários.

Richard Sihman, estudante de administração na UFRJ

20 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page